Tio João mudou-se da roça pra cidade! Adquiriu a primeira casa da entrada, beira de estrada. Acuado de saudade, madrugava todo dia, coava o café e ia para a porta esperar os companheiros antigos que vinham ao comércio.Cercava um a um para um cafezinho e um dedo de prosa, intimando-os, na volta, pra ” comer uma lavaginha do armoço “! Depois que todos iam embora, ficava a reclamar que ” essa gente da roça era exploradora “, tomando café, água e almoçando de graça! O filtro de pedra, FIEL, não dava conta da água pra tanta gente!Aí ele providenciou a solução! O filtro passou a dar conta do recado, com folga! Ficou famoso na cidade! Certa feita, com muita cautela, indaguei acerca do ocorrido! Informou-me que, diante do consumo, tomou a iniciativa de fazer uma pequena modificação no equipamento, furando um buraquinho na pedra! Nunca mais faltou água filtrada para todos!Fiquei imaginando se os governos não têm se apropriado da lição pra resolver os problemas do povo!!!